quinta-feira, 24 de junho de 2010

Recife, dezembro de 94


LUIZA


Oxente!!!

Luiza é Luiza!
nem preta,
nem grande,
nem loira
ou pequena,

Oxente!!!
Luiza é Luiza.

Ora brisa,
ora vento,
ora nuvem,
ora pó;

E Luiza;

Ora pó,
ora nuvem,
ora vento,
ora brisa,
É sempre Luiza.

É um pensamento?
É um sentimento?
Será sofrimento?

Não pô...
Luiza é luiza.

Luiza do mar?
Luiza do sol?
Luiza de que?
Luiza de quem?

De nada ou ninguém, pô!!!

LUIZA É LUIZA



Um comentário:

Eurico disse...

Graaande Mané! Tua Luiza num é matuta não, oxente. Luiza é Luiza, meu véi! hehehe

Abç frateno.